F# – Novos Rumos da Linguagem de Programação Funcional da Microsoft

24 10 2007

O Somasega (VP de desenvolvimento corporativo da Microsoft que é responsável pelo desenvolvimento do Visual Stúdio) anunciou na semana passada [1] que finalmente a Microsoft irá integrar sua linguagem de programação funcional – o F# [2] do Don Syme [3] Microsoft Research – nativamente ao Visual Studio com o suporte do Microsoft Forms Team.

Após alguns recursos inspirados em linguagens funcionais serem implementados no C# e no .Net como as expressões lambda, generics, LINQ e o Parallel FX este projeto avança dentro da estratégia do Visual Studio e Somasega deixa explícito que “uma” das motivações deles é conquistar o espaço acadêmico com o F# em conjunto com o IronPython e do IronRuby.

Considerando que as linguagens de programação funcionais tem estado mais restritas ao meio acadêmico do que no desenvolvimento de software comercial “talvez” este pode ser o princípio de alguma quebra de paradigmas, obviamente nos nichos onde este paradigma de programação seja mais adequada em contraponto a programação imperativa; visto que esta iniciativa pode colocar as linguagens funcionais em maior evidência, porém isto só o tempo dirá…

[1] F# – A Functional Programming Language

[2] F#

[3] Don Syme’s WebLog on F# and Other Research Projects

[4] S. Somasegar on taking F# forward

[5] Conception, evolution and application of functional programming languages

Anúncios




Migrando para C++/CLI por vias “hands on”

17 12 2006

Se depois de ler meu post anterior você (como muitos) ficou se perguntando porquê usar uma ferramentas “incompleta” de migração de código fonte, eu concordo com você que esta é uma dúvida de resposta fácil! Concerteza o grande Basílio chamaria isto de melhor forma de se assassinar um software ou algo do gênero; desta forma para fazer uma migração destas (se ela for realmente necessária) recomendo a leitura dos artigos de Stanley B.Lippman da MSDN Magazine pois ele tem abordado muito esta questão das vantagens e da migração de código VC++ para C++/CLI desde o seu artigo de Junho/2006 (The .NET Wrap) e parece que este tem sido seu grande objetivo, visto que ele não largou mais esta abordagem.

Mas, independente das intenções, vale a pena ler os artigos do Stanley, assim como ler seu Blog e praticar alguns de seus ensinamentos e é claro que testar os efeitos do “Managed Extensions for C++ to C++/CLI conversion tool” do VC++ Team também é válido.





Ferramenta de conversão de C++ para C++/CLI

17 12 2006

O povo do Visual C++ Team lançou a poucos dias, uma primeira versão de um Wizard de conversão de código Visual C++ feito no VS.Net 2003 para VC++ 2005/CLI. Ainda não é uma versão final mas já é um help.

Baixe aqui