Dobradinha: Encontro de Maio do Grupy-SP & Seminário C++ Portabilidade & Perfomance

12 05 2008

Concordo com o DQ que o gênio (ou genioso se preferir) Adelir de Carli é um Candidato a um Darwin Award, assim como concordo com o Christiano Anderson que o encontro do GruPy-SP no escritório do Google-SP foi excelente e principalmente com o Caloni que está na hora de reservar suas cadeiras para o Seminário C++ Portabilidade & Performance, afinal dentro de várias boas razões para se utilizar C++ uma delas é a Performance! Este post do Caloni é um bom começo, porém se preferir vá direto na fonte e faça sua inscrição na página do evento.

O curioso é que um dia antes irá ocorrer o encontro de Maio do Grupy-SP no Centro de Computação da Unicamp, em Campinas que irá durar o dia inteiro. Iniciar o final de semana na sexta com o encontro de Python e no sábado ir para o seminário C++ P&P será muito divertido!

Já me perguntaram num metrô, num shopping, numa livraria, num restaurante e por vários e-mails quando será o próximo encontro do EPA-CCPP, sinceramente fico feliz que os anteriores tenham agradado mas por enquanto não há nada definido, mas espero em breve ter boas novas sobre isto! E você não foi no último encontro? Tenha um overview pela cobertura que o nosso amigo Caloni deu no qual ele afirmou que nossa comunidade está ganhando forma, assim como recomendo uma visita a página do 4o.EPA_CCPP que contém link para as apresentações utilizadas, além de um excelente tutorial de QT e também link dos vídeos de 3 apresentações que ocorreram no encontro. E modéstia a parte, como o nosso colega nerd pós-moderno Lamarão afirmou; foi um Nerds Meeting que exalou inteligência! 🙂

Anúncios




8 Regras simples para o desenvolvimento de código mais seguro

28 10 2007

Novembro é mes de Segurança na revista MSDN Magazine e após ler alguns artigos, realmente nenhum me chamou tanto a atenção quanto um artigo do ano passado do “Michael Howard” que aborda:

* Uso de ferramentas de análise e especialistas para rever seu código
* Redução do risco utilizando difusão e modelagem de ameaça
* Manutenção da entrada errada fora dos aplicativos
* Aprendizado de tudo sobre conceitos de segurança

Sinceramente, vale a pena “estudar” o artigo, pois apesar dos conceitos não serem novos a abordagem do Michael Howard está muito boa.

E aproveitando, já que o Howard é um dos pais do SDL [2] recomendo a leitura dos blog do SDL Team e principalmente o post que trata um relatório do governo americano chamado State of the Art of Software Security Assurance que dá muito destaque ao SDL.

De qualquer forma na revista deste último ano, também há um artigo dele bem interessante que é o [5] “Lessons Learned from Five Years of Building More Secure Software” ou lições aprendidas em 5 anos de criação de softwares mais seguros, no geral a revista está  interessante mas me agradou menos do que a de 2006.

[1] MSDN Magazine – 8 Regras simples para o desenvolvimento de código mais seguro

[2] Trustworthy Computing Security Development Lifecycle

[3] SDL Team

[4] “State of the Art of Software Security Assurance” Report

[5]  Lessons Learned from Five Years of Building More Secure Software





Visual C++ Today and Tomorrow II

21 02 2007

Está disponível no Chanel9 MSDN um vídeo [1] com o Steve Teixeira e o Bill Dunlap ( líderes da equipe de desenvolvimendo do Visual C++) onde eles explanam um pouco sobre os tópicos que já haviam sido abordados no slow chat do code guru “Visual C++: Yesterday, Today and Tomorrow” [2] – que o Márcio Franco  sintetizou num artigo de mesmo nome  [3] no site Linha de Código.

Neste vídeo, eles mais uma vez deixam alto e claro que apesar do foco da Microsoft – principalmente de marketing – no .Net;  a gigante de Redmond não esqueceu dos desenvolvedores Visual C++!

Vale a pena conferir e saber um pouco mais do mesmo e algumas novidades sobre os rumos do Visual C++.

[1] Vídeo – Steve Teixeira and Bill Dunlap: Visual C++ Today and Tomorrow

[2] Slow Chat: Visual C++: Yesterday, Today, and Tomorrow[3] Visual C++: Visão Mercadológica  





ATL Server terá código liberado

11 02 2007

Por esta ninguém esperava, a equipe do Visual de C++ anuncia [1] que tem planos de liberar o código de fonte do ATL Server [2] com a lincença “Shared Source” [3] no CodePlex [4] em março de 2007. O objetivo deles é que os desenvolvedores que possuem suas extensões para o ATL Server o adicionem diretamente no projeto mãe, além de tentar acelerar os ciclos de desenvolvimento do projeto.

[1] ATL Server: Visual C++ shared source software

[2] ATL Server: Visual C++ Concepts: Adding Functionality

[3] Shared Source Licenses

[4] CodePlex





Google Code Search

6 10 2006

O reinado do Koders está ameaçado, assim como os principados do CODASE e do KRUGLER, pois o Google lançou uma ferramenta de busca de código fonte com suporte a expressões regulares e filtro por licença de distribuição. Porém ele cobre apenas 32 linguagens, não atingindo fontes do Cobol, Boo, O´Caml entre outras linguagens…

O serviço pode ser acessado via a URL: http://www.google.com/codesearch

O Google Labs, em 05/Out/2006, criou um grupo de discussão sobre este serviço que pode ser acessado em http://groups.google.com/group/Google-Code-Search

É isto aí e bons códigos!





Visual C++: Yesterday, Today and Tomorrow

30 09 2006

Certo dia, “googlando” sobre XAML e C++/CLI, encontrei no site CodeGuru um forum chamado “Visual C++: Yesterday, Today, and Tomorrow” que estava hiper interessante e passei a acompanhá-lo diariamente. Empolgado com as discussões, comecei a procurar artigos com a abrangência daquela discussão em português e confirmei minhas suspeitas; um grande Saara de informações que já estou acostumado a ver sobre C++ PT-BR. Assim, tive o insight de escrever um paper sobre o assunto mas – meu ex-colega de estudos sobre Visual C++ – kid Márcio Franco foi mais rápido no gatilho e lançou no site Linha de Código um artigo no formato que eu imaginava chamado Visual C++: Visão Mercadológica que foi explicitamente inspirado nesta discussão.

O artigo é uma boa compilação – com adendos a lá Márcio Franco – do que rolou na discussão até aqueles dias e – por mais que o desenvolvedor-programador-entusiasta esteja bem informado do que acontece na blogosfera e no mundo do C++ – considero leitura obrigatória.

É isto aí e bons códigos!





Lançado o projeto OmniObjects

28 09 2006

Acaba de ser lançado, por Rodrigo Straus, um interessante projeto open source que pretende ser uma alternativa lite – porém moderna – dos componentes DCOM. Com licença BSD, ele é extremamente direcionado aos desenvolvedores C++ e para felicidade dos afcionados pela portabilidade ele faz uso do BOOST.

Leiam mais em: Projeto OmniObjects