Prospecções

4 12 2008

Talvez um teco influenciado pelo documento “Prospectiva Estratégica, Metodologia de Descrição de Cenários” temperada a puro palpite visionário, outro dia quando na piclistbr o Mak lançou esta:

1996 – um supercomputador usava 10 mil processadores Pentium Pro clocados a
200 MHz pra atingir 1 teraflops (um trilhão de operações matemáticas por
segundo). ocupava um andar inteiro de um laboratório no Novo México. Ele
consumia absurdos 500 kW e, pasme, mais 500 kW só de cooler, ar-condicionado
e tudo o mais para manter a sala geladinha e não pifar a bagaça.

2008 – uma Radeon HD 4870, placa de video das mais rápidas atualmente,
atinge esse mesmo número de flops com apenas um chip. A placa de vídeo da
AMD, assim como as outras dessa categoria, cabe num slotzinho PCI Express e
gasta 110 watts, o que já é uma cavalice.

2015 – tentem fazer uma projeção…

Fonte: PAPO DE MICREIRO: O lado hardcore da tecnologia, Placa de vídeo ou arma de detonação em massa? por Marco Aurélio Zanni

E lancei o seguinte cenário:

2050: Life, the Universe and Everything: q-bits e processamento de chuckflops por segundo serão triviais. Seth Lloyd e Miguel Nicolelis serão mais populares que Von Newman e Alan Turing. Haverá dispositivos computacionais com processamento de chuckflops do tamanho de um alfinente usados como implantes com baterias recarregáveis via wireless. Todo boteco terá um recarregador wireless. Estes implantes computacionais usarão o protocolo 802.11xyz para se conectar com a spacenet, seja da Terra ou de Marte e a segunda língua mundial será o chinês. Via 802.11xyz q-telepatia será algo muito comum e “telepatia sintética” já é coisa do passado; porém isto será coisas para os jovens, a galerinha de 80 e 90 anos ainda usará menssegers baseado nos protocolos XMPP em seus handhelds.

A plebe ainda usará estes dispositivos de 2015, com PCs digitais com placas de vídeo com meros 100 teraflops consumindo os exagerados 70 Watts, utilizando toda a arcaica tecnologia digital binária. Ainda existirão analfabetos digitais e ONGs lutando contra a fome mundial, isto em 2050.

2100: Em 2100 os Estados Unidos elegerá o primeiro presidente marciano, descendente de terráqueos chineses e brasileiros, que foram para a colônia marciana em 2060, que se promoveu a base de q-telepatia.

(…)

OK: Para justificar este minha prospecção eu teria que escrever um relatório de mais de 100 páginas, mas está aí um cenário factível, não exatamente nestas datas e com esta terminologia, mas num futuro não muito distante.


Ações

Information

2 responses

19 01 2010
Ana Faria

A telepatia sintética está por aí, né? Então, acho que sua prospecção está até muito conservadora.

7 03 2010
Armadilha de Arco-Íris e o futuro da computação « SciTech::Inno::Blog

[…] final de 2008, escrevi um post onde eu brincava que em 2050 “telepatia sintética” seria coisa do passado, bom, o […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: